Home Top Ad

A rusga de Mano com Deyverson no passado e que põe em dúvida uso do atacante no Palmeiras


Share:
A rusga de Mano com Deyverson no passado e que põe em dúvida uso do atacante no Palmeiras

Contratado em 2017, Deyverson passou por altos e baixos com a camisa do Palmeiras. Depois de ser muito criticado no início, viveu com Luiz Felipe Scolari uma boa fase sendo importante na campanha do título do Brasileirão do ano passado. Só que ele vem sendo deixado de lado por Mano Menezes atualmente.

Escolhido para a vaga de Felipão, o ex-Cruzeiro não relacionou o polêmico atacante nos duelos contra Goiás e Fluminense. Questionado sobre a ausência, Mano deixou claro que alguns nomes ficarão de fora pelo número de relacionados por jogo.

“Só posso relacionar 23.  Alguns jogadores vão ficar de fora. Deyverson estará relacionado logo, mas não sei quando”, afirmou o treinador.

Na época do Cruzeiro, o comandante já detonou Deyverson pelo estilo em campo. Acusado pelos adversários de fazer cena em muitos lances, o atacante viu o atual treinador disparar críticas ao seu perfil dentro de quatro linhas:

“É bom falar o nome (Deyverson). Tem gente que acha isso engraçado. Tem gente dando moral para esse tipo de coisa. Não tem como terminar bem. Você, como adversário, perdendo o jogo, com 40 graus na Cuca, e o cara fazendo gracinha... vai terminar mal. Aí vira em briga, expulsão. Não é possível que as pessoas não estejam vendo isso”, desabafou Mano. Nesse dia, o Palmeiras venceu o Cruzeiro por 3 a 1, pela Copa do Brasil, e o perfil oficial do Cruzeiro ironizou o atacante: “o ator caiu, tentaram levantar ele e começou a confusão. O cara finge e sai rindo”, disparou.

Apesar de ter tido um bom momento sob o comando de Felipão, Deyverson também recebeu cornetadas do antigo treinador. Em um determinado jogo, o pentacampeão admitiu que o atacante vinha ‘inventando’ em campo e pedia para que Deyverson passasse a ser só atacante e marcasse gols.

“Tem que aprender que um centroavante vive de gols. E gols, muitas vezes é parar a bola dentro da área, se expor a uma trombada do zagueiro. É uma situação que o Deyverson não estava fazendo, não. Está jogando muito para a equipe, se dedicando, mas o meu ‘9’ tem que fazer algo que seja de diferente para aqueles que vêm de trás recebam essa bola. Então é uma situação que eu vou conversar. E ele é exímio nisso, ele segura bem a bola. Não sei quem está falando para ele que ele joga de ‘8’, não sei, pode ser um passarinho azul, eu não. Então se é ‘9’, é ‘9’. Seja ‘9’. É isso que vamos conversar detalhadamente e vamos ver o que acontece no jogo de sábado”, finalizou.

Com 36 pontos, o Palmeiras está na terceira colocação da tabela, três pontos atrás do líder Flamengo. O próximo adversário será o Cruzeiro, antigo time de Mano Menezes, no sábado, dentro de casa.

Fonte: FOX

Nenhum comentário